quinta-feira, 20 de novembro de 2014

O teste da credibilidade






Ontem fui às compras em busca de roupa pra ir a um casamento e depois de muito andar, finalmente, encontrei uma que me agradou. Ao sair do estabelecimento escutei o alarme tocar, mas o ignorei, afinal, a mercadoria estava paga.

Continuei a saga, pois ainda faltavam os adereços e, a cada local, o apito tocava na entrada e na saída. Lá pela terceira ou quarta loja, comecei a desconfiar que era comigo, mas como em nenhum momento fui abordada pelos seguranças e muito cansada, nem me dei ao trabalho de checar.
Chegando em casa, após um belo banho, fui mostrar os produtos para a Clarice e eis que encontro o dedo duro fixado na roupa.

Após várias tentativas frustradas de retirar o monstrengo, terei que superar minha preguiça, voltar à loja e escutar mais uma vez o maldito apito. Espero que os seguranças não me interpelem, pois sou capaz de apontar-lhes o dedo em riste e chamá-los de incompetentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário